• Dra Debora Rosa

Pílula - Porque não usar os métodos contraceptivos hormonais?

A maioria das mulheres já tomaram pílula alguma vez na vida ou no mínimo já ganhou uma prescrição do médico mesmo com diversos métodos contraceptivos não hormonais. Muitas vezes a pílula, anticoncepcional hormonal, é prescrita para qualquer coisa menos para anticoncepção indiscriminadamente. Tem sentido usar um anticoncepcional em mulher que não precisa de anticoncepção? Como acontece com as inúmeras mulheres que mesmo virgem, sem intenção de transar já tomam hormônios em formato de pílula, já castrando as meninas desde cedo, a desconectando da sua essência e do seu eu, enfraquecendo o feminino. Olha o patriarcado de novo que não tem interesse nas mulheres fortes, conectadas com seu feminino. Os principais motivos alegados pelos colegas ginecologistas para prescrever hormônios para meninas virgens que não tem risco de engravidar é para tratar espinhas ou regularizar o ciclo. Quer tratar espinhas vai ao dermatologista, e não trate com hormônios. Os ciclos nos extremos da idade reprodutiva, períodos da menarca e da menopausa são irregulares fisiologicamente, não tem necessidade de problematizar algo natural e esperado e regularizar a menstruação na marra com hormônios exógenos

O hipotálamo produz um hormônio que estimula a hipófise a produzir dois hormônios, o FSH e LH a agirem nos ovários, estimulando a produção de estrogênio e progesterona. Eles são cíclicos e possuem dosagens no sangue diferentes todos os dias ao longo do ciclo, A pílula combinada contém esses dois últimos hormônios, o estrogênio e a progesterona não naturais, produzidos em laboratório artificialmente, quando toma esses hormônios diariamente, eles bloqueiam os ovários, hipófise e hipotálamo de produzirem todos hormônios da mulher, se dosar no sangue todos os naturais estarão muito baixos.

As pílulas são “prescritas” muitas vezes pela amiga, vizinha e compradas na farmácia sem prescrição, recomendadas como pílulas bem fraquinhas e modernas. Tem diversos efeitos adversos, como câncer de mama, trombose venosa profunda, tromboembolismo pulmonar, adenoma hepático. Quando falo em pílula, representa todos os métodos contraceptivos hormonais, o anel vaginal, adesivo e injetável são pílulas disfarçadas. Todo mundo já ouviu falar que reposição hormonal após a menopausa, pode causar câncer de mama, e ninguém problematiza o uso da pílula que tem 4x vezes mais hormônios e é tomada por longo tempo, 20, 30 anos. Para bloquear somente 1 dia do mês, que é a ovulação, tem que tomar remédio todos os dias do mês. Vocês já leram a bula da pílula?

Na década de 60, com advento da pílula anticoncepcional, veio uma falsa alusão de liberdade feminina, que poderiam evitar gestação, mas nos aprisionou nos desfechos ocultos, na perda da nossa ciclicidade, da nossa menstruação sagrada e conexão com nosso feminino, perda da comunicação do nosso corpo conosco, auto-conhecimento, famoso presente de grego.

Os hormônios da mulher são os únicos que são menosprezados, todos os outros, como a insulina, hormônio tireoidiano, GH, prolactina são muito respeitados e prescritos com muita indicação, para pessoas com alguma doença. Ninguém prescreveria insulina para melhorar o brilho do cabelo ou para fortalecer as unhas se tivesse esse efeito. O hormônio tireoidiano pode ajudar a emagrecer, mas é um absurdo ser usado para esse fim, porque é um hormônio respeitado e é prescrito somente para doenças da tireoide. O GH tem efeito anabolizante, ajuda a definir a musculatura do corpo, mas também não é prescrito para esse fim porque é também um hormônio respeitado. E porque só os hormônios da mulher não são respeitados?

#pilula #diuhomonal #injetavel #anelvaginal #adesivohormonal

137 visualizações
Consultórios
Consulta Online
Rio de Janeiro, Leblon
São Paulo, Higienópolis
Contato
(21) 99786-0221
Redes Sociais
  • Instagram
  • YouTube
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now